segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Não ao Estupro- Crime Contra a Humanidade





A violência sexual é uma arma terrível e covarde contra a Liberdade e a Vida do ser humano. O estupro desumaniza as vítimas, quebra a dignidade e rasga os Direitos Humanos ultrajando o mais sagrado deles o direito inviolável à Vida.
O estupro contra as mulheres jovens e crianças é um crime imperdoável. Em nosso século XXI, infelizmente, este execrável crime ainda acontece em países em conflitos de guerra. E um dos países mais perigosos do mundo neste tipo de crime contra a mulher é a República Democrática do Congo e depois o Afeganistão.
O Tribunal Criminal Internacional considera o estupro crime de lesa-humanidade, além de ato desumano e imperdoável de acordo com a Anistia Internacional. Em Julho deste ano, no relatório divulgado pela ONU Mulher, foi confirmado que desde 1996 até hoje mais de duzentas mil mulheres foram vítimas de violência sexual no Congo e também por motivos étnicos, de raça e de guerras entre tribos.
No ínicio dos anos 90, foram vítimas de violência sexual uma média entre 25 a 50 mil mulheres na Bósnia -Herzegorvina, sendo a maioria mulçumanas. Na guerra de Ruanda estima-se entre 250 a 500 mil mulheres violentadas, o mesmo ocorrendo na guerra da Líbia.
Este crime configura falta de amor e respeito aos Direitos Humanos e continua acontecendo no mundo inteiro. Uma agressão ou outro tipo de violência a mulher em qualquer parte do mundo é um crime imperdoável contra a Liberdade e a Humanidade.

Um comentário: